Em 24 de março de 1844, em Crato (CE), nascia Cícero Romão Batista, filho de Joaquim Romão Batista e Joaquina Vicência Romara, conhecida como dona Quinô. Uma fato curioso marcou a vida de Padre Cicero, ainda na infância, com 12 anos o pequeno menino decide fazer votos de Castidade, após ler os escritos de São Francisco de Sales. Em 1865, com idade de 21 anos, ingressa no Seminário da Prainha, em Fortaleza (CE), ordenado sacerdote em novembro de 1970. O padre carismático torna-se vigário de Juazeiro, ainda como vila da cidade de Crato.

Sua vida dedicada ao cuidado social, cultural e religioso das terras de Juazeiro, fez do Padre um grande nome para o povo do Cariri. Tal é o tamanho de seu prestígio, que o “Padim Ciço” é hoje o santo popular não só do povo do Cariri cearense, mas além fronteiras. Milhões de pessoas vêm a Juazeiro em busca das bençãos padim, que mesmo depois de sua morte, permanece nos corações de todos os romeiros.

Não é atoa que todos os anos, celebra-se fervorosamente o dia de seu aniversário natalício, mantendo viva a memória do Santo do povo nordestino! E assim como na canção do grande poeta, Luiz Gonzaga, “olha lá no alto do horto, ele tá vivo, padim não tá morto”.

Author

Mychelle Santos

Estudante de Jornalismo pela Universidade Federal do Cariri. Gerente de Mídias e Produção de Conteúdos.

Related Posts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.